Camping e Pousada Serra e Mar recebe avaliação positiva para Certificado de Produtos Orgânicos

Reunião aconteceu nesta semana e o certificado será entregue em 30 dias Os agricultores da Rede Ecovida de Agroecologia conseguem seus selos de alimento orgânico fiscalizando uns aos outros.

Camping e Pousada Serra e Mar recebeu produtores da agricultura familiar orgânica, do núcleo sul catarinense, no dia 06 de agosto, para mais uma reunião de visitação e avaliação na propriedade. Os proprietários Ubaldo e Joce estão em busca do SELO ECOVIDA DE PRODUTO ORGÂNICO  
Neste mesmo dia, mais três propriedades foram avaliadas, receberam a visitação e foram aprovadas pelo grupo de agricultores da Copersol, Darci e Felipe Cadorin de Timbé do Sul e Luiz Carlos Florêncio de Araranguá.
"Durante a reunião de encerramento, os produtores visitados são comunicados do resultado da avaliação e em seguida é encaminhado a papelada para o Núcleo, para que façam o procedimento da certificação e liberar o selo Ecovida para a propriedade, que será entregue no mês de setembro, dia 10, para que os proprietários já possam usufruir do selo de orgânico", explica Edson Benites engenheiro agrônomo que acompanha o grupo.

Tipos de certificação: Existem 3 tipos de certificação. Na certificação por auditoria, um inspetor de uma empresa terceirizada vai até a propriedade rural checar se as normas estão sendo seguidas.  A outra onde uma empresa tipo a Epagri fornece uma declaração, para os grupos familiares que comercializam em feiras livres, direto com a merenda escolar ou programa de aquisição de alimentos do governo.
A certificação participativa, em vez de dependerem de grandes auditorias, os agricultores da Rede Ecovida de Agroecologia conseguem seus selos de alimento orgânico fiscalizando uns aos outros. É um processo baseado em confiança, sem hierarquias - e potencialmente econômico. O grupo tem uma periodicidade de reuniões mensais e essas reuniões acontecem uma vez em cada propriedade. Quando o grupo chega, primeiramente visita a propriedade, para ver como estão as barreiras, como está a produção, se não tem nada errado, tipo plástico espalhado, se não tem fogo na propriedade, se está em harmonia, e como é uma certificação participativa, quem certifica o agricultor visitado, são os próprios agricultores do grupo.
A reunião que aconteceu na Pousada Serra e Mar é do núcleo sul catarinense, grupo da Copersol, que abrange 15 famílias produtoras de orgânicos espalhadas por todo vale, Timbé do Sul, Balneário Arroio do Silva, Araranguá, Turvo Sombrio, Morro Grande.
Edson Benites, engenheiro agrônomo que faz o acompanhamento técnico para a certificação nos conta que "Essa reunião de hoje trouxe um técnico de outro grupo e mais dois agricultores da comissão de ética de outro grupo, para que eles façam apenas uma verificação do processo, que o nosso é por amostragem, como aconteceu hoje, os três foram certificados".

A Rede Ecovida tem a abrangência dos três estados do sul, Rio Grande do Sul, santa Catarina, Paraná e a região do Vale do Ribeira em São Paulo, com 4500 agricultores certificados com este processo participativo, tem aproximadamente 32 núcleos dentro da rede em todos os estados e em Santa Catarina tem 8 núcleos. O núcleo sul catarinense tem 12 grupos de agricultores, que variam de 5 a 15 famílias participantes



Imagens









15396280049470 - Copia.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina